quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Cães Anti Tanques







Os cães antitanque (em russo: Собаки-истребители танков ou Противотанковые собаки; em alemão Panzerabwehrhunde ou Hundeminen, "cão-mina") eram cães adestrados a conduzirem explosivos na direção de tanques, veículos blindados e outros alvos militares.

Foram ostensivamente treinados pelas forças soviéticas e russas entre 1930 e 1996, sendo utilizados em 1941 e 1942 contra tanques alemães durante a Segunda Guerra Mundial.

O treinamento original envolvia o abandono da bomba e a fuga do cão para que o explosivo pudesse ser detonado por um temporizador, mas com o fracasso desta técnica ela foi substituída por um procedimento de detonação por impacto, que no processo provocava a morte do animal.

O Exército dos Estados Unidos treinou cães antitanque em 1943 para uso contra fortificações, mas não há registros de que eles tenham sido empregados em combate. Cães amarrados a explosivos foram também utilizados, de forma mal-sucedida, por insurgentes iraquianos em 2005.

Acessem: Universo Humano

Nenhum comentário:

Postar um comentário